Adesivos na pré-campanha: proibido vs permitido?

Adesivos na pré-campanha: a imagem contém um adesivo contendo a frase "juntos com ele" e o nome MULTADO na janela traseira de um carro.

Quer saber o que é proibido ou permitido no uso de adesivos na pré-campanha? Então, você está no lugar certo. 

Neste artigo, vamos explorar tudo o que você precisa saber sobre a utilização de adesivos na pré-campanha, fornecendo orientações claras para que você possa valer-se deles sem enfrentar problemas com a Justiça Eleitoral.

 

A importância dos adesivos na pré-campanha

 

Os pré-candidatos, frequentemente, utilizam adesivos na pré-campanha, pois eles são um marcador visual importante, especialmente em municípios menores. 

Por vezes, quando um candidato utiliza adesivos e seu adversário não, cria-se a ideia de que apenas aquele candidato está na disputa ou que ele é mais popular entre os eleitores. Assim, os adesivos podem ser uma ferramenta estratégica para fortalecer a presença de um pré-candidato.

No entanto, vale destacar que o uso inadequado ou exagerado de adesivos pode ser interpretado como propaganda antecipada. Sendo assim, pode também gerar multas ao pré-candidato. Por isso, muito cuidado.

 

Adesivos na pré-campanha: o que é permitido

 

Fazer adesivos em pequenas quantidades: é permitido produzir adesivos em pequenas quantidades, evitando grandes volumes que possam caracterizar gasto excessivo. 

Usar o nome do pré-candidato no adesivo: adesivos podem incluir o nome do pré-candidato, como “João da Ambulância” ou “Leo Motoboy”. O uso de nomes é mais seguro do que o uso de slogan.

Incluir “pré-candidato” no adesivo: é permitido adicionar o título de pré-candidato no adesivo, como “Leo Motoboy, pré-candidato a vereador”. Isso deixa claro que se trata de uma pré-campanha e não de uma campanha oficial.

 

a importância da pré-candidatura nas eleições municipais

Adesivos na pré-campanha: o que é proibido

 

Uso de palavras mágicas (vedadas): frases como “Juntos com fulano”, “Estamos juntos” e outras variantes são proibidas. O uso de slogans ou frases como “Conto com você” pode vir a ser considerado propaganda eleitoral antecipada e deve ser evitado.

Grandes gastos com adesivos: realizar grandes investimentos em adesivos durante a pré-campanha não é recomendável. O pré-candidato deve lembrar que os gastos maiores devem ser realizados somente na campanha e dentro do limite legal.

Adesivos grandes e exagerados: adesivos de grande porte ou que envolvam totalmente o veículo (envelopamento) não são permitidos. Adesivos microperfurados, que cobrem grandes áreas dos veículos, também são considerados excessivos para esta fase.

 

Exemplo de uso inadequado de adesivos

 

Na Bahia, um pré-candidato a vereador fez uso inadequado de adesivos ao utilizar um veículo adesivado com referências claras à sua candidatura. 

O adesivo ostentava o número do celular do pré-candidato, número este que também correspondia ao usado na sua legenda eleitoral. Além disso, também continha expressões como “fiscal do povo” e “patrulha do consumidor”, acompanhadas pela veiculação de sua caricatura.

Esses e outros elementos foram considerados propaganda eleitoral antecipada e resultaram em uma multa de R$ 5.000.

 

Utilizar adesivos em municípios maiores: vale a pena?

 

Nos municípios maiores, a utilização de adesivos durante a pré-campanha pode não ser tão eficaz devido ao alto custo das campanhas nessas localidades. A visibilidade de adesivos pode ser diluída pelo volume de propaganda e pelo tamanho do eleitorado. Reuniões e eventos presenciais são mais eficazes para engajar eleitores e transmitir mensagens de forma mais direta e pessoal.

Nesse contexto, é preferível deixar para intensificar o uso de adesivos na campanha oficial. Durante a pré-campanha, foque em fortalecer a rede de apoio e a presença em eventos locais para criar uma base sólida para a campanha oficial.

 

Pré-candidato: atenção ao uso de adesivos

 

Após a leitura minuciosa deste artigo, você certamente compreendeu que o uso de adesivos na pré-campanha eleitoral deve ser cuidadosamente planejado para cumprir as regras e evitar multas. 

Lembre-se também que os pré-candidatos devem focar na comunicação clara de seus projetos, no uso inteligente das redes sociais e na preparação jurídica adequada. Seguindo essas diretrizes, estarão melhor equipados para enfrentar os desafios da campanha e alcançar seus objetivos eleitorais. 

E é justamente para suprir essas necessidades que o Instituto Brasileiro de Política Municipal (IBPOM) está com as matrículas abertas para o curso “A Trilha da Eleição”, uma capacitação completa que visa fornecer todo o conhecimento necessário para a estruturação de uma pré-campanha e de uma campanha de sucesso. Todo o conteúdo da Trilha da Eleição é coordenado pela Professora Mônica Lopes, fundadora e CEO do instituto, que é especialista na construção de projetos políticos da eleição ao mandato. Não perca essa oportunidade de turbinar o seu planejamento eleitoral para atingir grandes resultados em outubro!

Quer conhecer melhor os nossos cursos da pré-campanha ao mandato? Entre em contato conosco.

Fale Conosco via WhatsApp

Participe do nosso grupo no whatsapp para receber novidades sobre Câmara Municipal e Fiscalização.

Posts Recentes

Dois empresários maduros discutindo um projeto político em um escritório moderno, exemplificando o planejamento estratégico necessário para pré-candidatos a vereador.

Como construir um projeto político para pré-candidato a vereador

Construir um projeto político é essencial para qualquer pré-candidato a vereador que deseja se destacar diante do eleitorado.  Neste artigo,...

Uma pessoa usando terno e gravata está trabalhando em um laptop em uma mesa de madeira. Em primeiro plano, há um martelo de juiz, simbolizando uma atividade legal ou judicial. Ao lado do laptop, há uma pilha de pastas e documentos. A cena sugere um ambiente de trabalho relacionado à administração pública ou ao sistema judiciário, possivelmente ligado à discussão e aplicação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), do Plano Plurianual (PPA) e da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Lei orçamentária do município: PPA, LDO e LOA

A lei orçamentária do município divide-se em três peças orçamentárias importantíssimas: o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias...

Imagem minimalista mostrando um homem sentado em frente a um computador, vestido como um candidato político com terno e gravata. No fundo, há um gráfico translúcido de conexões de rede sobre a cabeça do homem, simbolizando a propaganda eleitoral na internet e a conectividade digital. Imagem feita por IA.

Propaganda eleitoral na internet: tudo o que você precisa saber

A propaganda eleitoral está prestes a começar oficialmente no dia 16 de agosto, mas a preparação deve começar agora! É...

Vamos construir a sua carreira política juntos!

Faça parte da melhor escola de formação de vereadores(as) do Brasil.