Quanto ganha um vereador?

Descubra as 7 regras para dominar o assunto.

A maior parte das pessoas não compreende como funciona a remuneração dos vereadores, que possuem subsídio mensal equivalente ao salário, e para se chegar ao valor desse subsídio algumas regras devem ser respeitadas. Neste artigo vou apresentar as 7 regras para você entender como funciona esta remuneração.

Primeira Regra: Subsídio do Prefeito como limite – Art. 37; XI da CF.

A primeira regra fundamental que deve ser seguida para definir o subsídio dos vereadores é que essa remuneração não pode ser maior que o subsídio mensal, em espécie, do prefeito. Isso significa que o salário” dos vereadores não pode ser maior do que o do prefeito da mesma cidade.

Segunda Regra: Proporcionalidade ao Número de Habitantes – Art. 29; VI da CF.

A segunda regra estabelece que o limite máximo para a fixação dos subsídios dos vereadores está previsto no artigo 29, inciso VI, da Constituição Federal. Esse limite deve ser proporcional ao número de habitantes do município e ao subsídio dos deputados estaduais. Em outras palavras, quanto maior o município, maior o limite máximo de remuneração dos vereadores.

Número de habitantes                                                      Subsídio Máximo 

Até 10 mil                                              20% do subsídio dos Deputados Estaduais

De 10.001 à 50.000                             30% do subsídio dos Deputados Estaduais

De 50.001 À 100.000                         40% do subsídio dos Deputados Estaduais

De 100,001 e um a 300.00                50% do subsídio dos Deputados Estaduais

De 300.001 à 500.00                          60% do subsídio dos Deputados Estaduais

Mais de 500.00 habitantes                75% do subsídio dos Deputados Estaduais

 

Terceira Regra: Fixação de um Piso Salarial. 

É importante saber que a Constituição não cria um piso para o salário dos vereadores. Essa questão fica a cargo de cada município, mais especificamente do seu Poder Legislativo, que define o valor mínimo que os vereadores receberão.

Quarta Regra: Limite de 5% da Receita do Município – Art. 29; VII da CF.

A quarta regra para se atentar diz que o total de despesas com a remuneração dos vereadores não pode ultrapassar o montante de 5% da receita do município. Isso é uma medida para garantir que os recursos sejam alocados de forma equilibrada.

Quinta Regra: Percentual do Poder Legislativo – Art. 29-A da CF.

A quinta regra a ser seguida é a que estipula que o total das despesas do Poder Legislativo Municipal, incluindo os subsídios dos vereadores, não pode ultrapassar os percentuais previstos no artigo 29-A da Constituição Federal. Esses percentuais variam de acordo com o tamanho do município.

Limite máximo                                 Número de habitantes por Município 

7%                                                             Até cem mil

6%                                                             Entre cem mil e trezentos mil

5%                                                             Entre trezentos e um mil e quinhentos mil

4,5%                                                          Entre quinhentos e um mil e três milhões

4%                                                             Entre três milhões e oito milhões

3,5%                                                          Acima de oito milhões e um

 

Sexta Regra: Limite de Gastos com Folha de Pagamento – Art. 29-A; §1º da CF.

A sexta regra estabelece que a Câmara Municipal não pode gastar mais que setenta por cento de sua receita com folha de pagamento, incluindo os subsídios dos vereadores. Isso é essencial para manter o equilíbrio financeiro das instituições municipais.

Sétima Regra: Fixação por Legislatura – Art. 29; VI da CF.

Por fim, a sétima regra estabelece que o subsídio dos vereadores não pode ser fixado para valer na mesma legislatura. Sua fixação ocorre em cada legislatura para a subsequente, garantindo que os vereadores em exercício não possam aumentar seus próprios salários durante o mandato.

Em resumo, a remuneração de um vereador é regida por um conjunto complexo de regras estabelecidas na Constituição Federal e os valores dos subsídios variam de acordo com o município. É importante que os cidadãos, vereadores e candidatos a cargos legislativos compreendam essas regras para garantir que a remuneração esteja dentro das regras e limites legais além de estar de acordo com a realidade de cada município.

Quer continuar aprendendo sobre as funções dos(as) vereadores(as)?

Para saber muito mais sobre como ser eleito(a) vereador(a) em 2024, você precisa participar da Maratona Você Vereador, um evento online e GRATUITO que ia acontecer no dia 17 de abril às 20h (horário de Brasília).

Na Maratona você aprenderá a como se candidatar a vereador(a) em 2024, tudo sobre projeto político, pré-campanha e condutas proibidas que não te deixarão cometer nenhuma irregularidade que possa te comprometer. 

Você não vai ficar de fora desse evento, não né?

Então clique aqui e garanta já a sua inscrição GRATUITAMENTE.

 

Fale Conosco via WhatsApp

Participe do nosso grupo no whatsapp para receber novidades sobre Câmara Municipal e Fiscalização.

Posts Recentes

A importância da pré-candidatura nas eleições municipais

A importância da pré-candidatura nas eleições municipais

Neste artigo, você entenderá a importância da pré-candidatura nas eleições municipais e por que se declarar como pré-candidato vai muito...

pré-campanha de vereador

Pré-campanha de vereador

Com a aproximação das eleições municipais, que acontecem em outubro, muitos pré-candidatos se encontram em um momento crucial de preparação...

Estratégias para pré-candidato a vereador em 2024

Colocar o nome à disposição da corrida eleitoral e um desafio que exige estratégias para pré-candidato a vereador em 2024....

Vamos construir a sua carreira política juntos!

Faça parte da melhor escola de formação de vereadores(as) do Brasil.